Sobreaquecimento do motor – tudo o que precisa de saber

Maio 30, 2023

Pelo nome, não parece difícil de entender o que é, à partida, o fenómeno de sobreaquecimento do motor de um automóvel.

Mas até pelo elevado custo do conserto de um motor danificado e pelas consequências nefastas que podem advir deste fenómeno, este é um tema que merece atenção, e até pode ser-lhe bastante útil para o seu futuro como condutor.

Conheça então em maior detalhe o problema.

Em que consiste o sobreaquecimento do motor de um carro?

Como é o caso em qualquer máquina, o motor de um automóvel gera calor ao trabalhar. Este é um fenómeno perfeitamente normal, desde que regulado.

Para atingir essa regulação de temperatura, os carros contam com um sistema de refrigeração, composto por vários componentes:

  • Líquido de refrigeração (também designado por líquido anticongelante)
  • Reservatório de líquido de refrigeração
  • Radiador
  • Ventoinha do radiador
  • Termóstato
  • Sensor de temperatura
  • Mangueira do radiador
  • Mangueira do aquecedor
  • Bomba de água
  • Núcleo do aquecedor

Na maior parte dos automóveis modernos, a temperatura do motor varia entre os 75º C e os 105º C durante o seu funcionamento. Para regular estes valores, o líquido de refrigeração – uma mistura de água e anticongelante, também designado, justamente, líquido anticongelante –, circula pela orgânica do carro.

Quando um motor está frio, o líquido de refrigeração encontra-se no radiador, no reservatório de líquido de refrigeração e no motor. Assim que o carro é ligado, o processo de combustão interna gera calor e, consequentemente, aquece o motor.

No radiador, o líquido de refrigeração circula por pequenos tubos e é arrefecido pela ação da ventoinha do radiador. Quando o líquido chega à mangueira inferior do radiador, circula de volta para o motor para absorver mais calor e manter a temperatura controlada.

O líquido de refrigeração aquecido circula, então, pelas mangueiras do aquecedor e volta para o núcleo do aquecedor para aquecer o interior do veículo quando necessário, em dias de frio. De seguida, é transportado novamente para o motor, para absorver mais calor, passa pelo termóstato e pela mangueira superior do radiador e regressa ao radiador, para que seja novamente arrefecido.

Durante todo este processo, a ventoinha do radiador ora é acionada ora é desativada para regular a temperatura do líquido de refrigeração, com base nas leituras do sensor de temperatura.

O sobreaquecimento do motor de um automóvel consiste, assim, numa falha num destes componentes, causando uma anomalia em todo o sistema e consequentemente no processo de refrigeração do carro.

 

O que causa o sobreaquecimento do motor de um automóvel?

Descendo ao concreto, que falhas são então as que habitualmente afligem os componentes do sistema de refrigeração? Estas são as mais comuns:

1. Falta de líquido de refrigeração

Se os níveis de líquido de refrigeração estiverem abaixo dos recomendados pelo fabricante do automóvel, não é estranho que isso cause sobreaquecimento do motor.

2. Fugas no sistema de refrigeração

Se der pela presença de manchas ou poças no chão nos locais onde normalmente estaciona o carro, pode estar com fugas no sistema de refrigeração, ou por um repentino baixar do nível de refrigeração descrito no ponto 1.

 

3. Problemas na bomba de água

A bomba de água serve para fazer circular o líquido de refrigeração pelo motor. Não é assim tão raro ficar entupida com alguns sedimentos ou substâncias, levando à não circulação do líquido (deve ser substituída com relativa regularidade, serviço geralmente efetuado ao mesmo tempo do kit distribuição).

 

4. Problemas no radiador

Os radiadores e as ventoinhas ajudam a reduzir a temperatura do líquido de refrigeração e, consequentemente, do motor. Se algum problema surgir no funcionamento das ventoinhas, a capacidade de redução da temperatura fica comprometida, causando aumentos anormais na temperatura no motor.

 

5. Nível de óleo baixo

O óleo lubrificante não só lubrifica os componentes do motor, como ajuda a controlar a temperatura do mesmo. Um nível de óleo muito baixo pode, assim, ter influência no sobreaquecimento do motor.

 

6. Falha do termóstato

Como seria de prever, uma falha neste componente também pode ser um dos fatores do sobreaquecimento do motor de um carro, ao não permitir a normal circulação do líquido de refrigeração.

Como posso evitar o sobreaquecimento do motor do meu carro?

Algumas dicas que podem revelar-se preciosas:

  • Verifique, de tempos a tempos, o nível do líquido de refrigeração, para garantir que não está em falta. É recomendável renovar o líquido a cada 3 anos numa oficina, se não tiver em casa as ferramentas próprias para o fazer por si.
  • Confirme que não existem fugas no radiador, nas tubagens ou na bomba de água.
  • Limpe o radiador e purgue o líquido de refrigeração do circuito. É recomendável fazê-lo a cada dois anos numa oficina.
  • Caso tenha circulado em terrenos com pó, lama ou vegetação alta, é recomendável limpar o radiador, com água à pressão e sabão.
  • Certifique-se que a ventoinha funciona corretamente – o primeiro indicador de anomalia será quando esta não se ativa ao pararmos após circular durante longo tempo.
  • Leve no carro uma embalagem extra de líquido de refrigeração e uma de água destilada (não use uma garrafa de água normal para este fim).
  • Tenha em atenção o termóstato do carro (não sei se faz sentido esta alínea, visto que o termostato não é visível a olho nu).
  • Evitar usar o ar condicionado, por contra intuitivo que pareça, em dias demasiado quentes. Este sistema de refrigeração vai fazer com que a temperatura do motor aumente ainda mais.

O que fazer em caso de sobreaquecimento do motor?

O mais provável é dar pelo sobreaquecimento do motor do seu carro por via das luzes de aviso no painel (que vão acender-se), se sentir um cheiro estranho a sair do motor ou, talvez mais grave, se notar fumo a sair do capô.

O que fazer então?

Pare o automóvel

Se der por algum dos sinais de sobreaquecimento do motor acima descritos, tente parar o mais rápido que conseguir, e em segurança, sem colocar ninguém em perigo. Desligue o motor, para que este arrefeça. Se continuar a circular, corre o risco de provocar danos irreversíveis no motor.

Acione o aquecimento do interior do carro

Se ainda estiver em movimento e tiver o ar condicionado ligado, desligue-o e ligue o aquecimento até ao máximo que puder. Esta medida, que parece contraintuitiva, pode ajudar a retirar o calor adicional do motor.

Não abra de imediato o capô

Se parou, não é de todo seguro abrir logo o capô. É normal que tenha curiosidade em diagnosticar o problema, mas vai estar a colocar-se em perigo ao expor-se à elevada temperatura do motor.

Abra portas e janelas do carro

Tente, desta forma, libertar o máximo de calor possível de dentro do carro. Pode parecer pouco, mas toda a ajuda é bem-vinda.

Contacte a assistência em viagem

Por fim, mas não menos importante: o mais acertado nestas situações é falar com os especialistas. Ligue para a assistência em viagem e peça indicações quanto aos próximos passos a adotar.

Agora que já é um especialista na matéria: se tem notado sinais de sobreaquecimento do motor do seu automóvel ou se sente que está na altura de ir fazer um check-up para evitar que tal aconteça, saiba que pode contar com os profissionais da Fix&Go para o ajudar.

Consulte as nossas localizações e contacte-nos!

Mais Notícias

Mecânica é connosco

Serviços Mecânica Fix&Go Quando pensamos em oficina, imediatamente ocorre-nos a palavra “Mecânica”, ou “mecânicos”, os profissionais em si da área. Essa associação, apesar de redutora,…

O Custo da Mobilidade Elétrica em Portugal

O Custo da Mobilidade Elétrica em Portugal: Uma Análise Detalhada No final de 2021, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) trouxe à tona uma…

Mais Vistas

Gasóleo ou gasolina? Conheça as diferenças.

Existem algumas diferenças claras entre gasóleo e gasolina, que provavelmente poderá saber. No entanto existem outros detalhes menos óbvios que pode desconhecer. Fique a par…

Num automóvel os amortecedores têm que função?

Num automóvel, os amortecedores são essenciais para o bom funcionamento da direção do carro durante a condução. A utilização de amortecedores em mau estado acelera…

Travão de mão: quais os problemas mais comuns e como evitá-los

Todos os condutores sabem para que serve um travão de mão e como é acionado. Mas será que conhece em maior detalhe o funcionamento deste…