Andar com o carro na reserva faz mal – mito ou verdade?

Outubro 13, 2023

Será verdade, ou puro mito urbano? Neste artigo do blog da Fix&Go vamos procurar saber se andar com o carro na reserva de combustível pode mesmo fazer mal ao seu funcionamento – ou se não passa de algo sem fundamento, propagado apenas pela intellitgensia popular.

A reserva

O que é a reserva de combustível? E é igual em todos os carros? Vamos perceber.

A reserva, quando falamos de automóveis, refere-se à quantidade mínima de combustível que ainda fica disponível no tanque quando a respetiva luz de aviso é acionada no painel do carro.

Esta luz – chamada mesmo “luz de aviso de reserva” – indica-nos que o nível de combustível no nosso carro está baixo e que chegou a hora de abastecer o seu depósito o quanto antes, para evitar ficar a zeros, e reduzido à imobilidade.

De um veículo para outro, esta quantidade pode variar, uma vez que não existe lei ou protocolo entre fabricantes que diga que x por cento do tanque equivale a aviso de reserva; no entanto, representa sempre uma quantidade de combustível suficiente para que o automóvel consiga percorrer uma curta distância, a suficiente para que o condutor encontre um posto de gasolina para abastecer.

Geralmente, falamos de uma quantidade que permita percorrer entre 50 a 80 km, sensivelmente entre os 10 e os 15% da capacidade total do depósito.

Ainda assim, claro, uma vez acionada a luz de aviso de reserva, é recomendável levar de imediato o veículo ao posto de abastecimento mais próximo para evitar quaisquer inconvenientes.

Ficar parado no meio do trânsito, à chuva na auto-estrada, num lugar ermo ou à noite num bairro duvidoso são algumas das situações inconvenientes que podem acontecer neste cenário.

Mas se existe um aviso de reserva, não faz sentido ficar à sua espera para abastecer o carro de combustível?

 

Consequências de andar na reserva

Além das situações já mencionadas, o hábito reiterado de deixar o veículo na reserva também traz consequências no funcionamento e mecânica em si do carro.

 

Resíduos e impurezas acumulados no depósito

Os depósitos de combustível dos carros mais velhos eram concebidos em metal, o que levava a que as suas paredes acumulassem ferrugem quando secavam.

Era então aconselhada a manutenção do combustível nos depósitos, para assegurar a humidificação das suas paredes com a gasolina/gasóleo, assim evitando essa secura.

Essa ferrugem, quando existente, podia libertar resíduos que, ao entrarem no circuito do combustível, iriam danificar o sistema de propulsão do automóvel.

Mas mesmo se tem um carro novinho em folha, preste atenção: os tanques são hoje feitos num plástico próprio, que não enferruja como os seus antecessores. Mas, com o passar do tempo, o combustível que vai passando pelo depósito acumula sedimentos, que acabam por se acumular no fundo do mesmo. Se o automóvel não circular na reserva, perfeito, os sedimentos permanecem assentes no fundo do depósito, não chegando à bomba de combustível nem ao circuito de alimentação.

Se andar constantemente na reserva, existe o risco de estes sedimentos acabarem por entupir a bomba de combustível, mesmo com a ação protetora do filtro de combustível. 

As consequências daí advenientes podem chegar ao injetor e aos próprios cilindros. O que não é bom, claro.

 

 

Esforço acrescido na bomba de combustível

Com o carro na reserva, a bomba de combustível é obrigada a maior esforço, o que leva a que sobreaqueça, desgastando-se mais e mais rapidamente. 

O próprio combustível é uma das formas que este componente tem de baixar a sua temperatura – e na ausência deste, sobreaquece.

Uma peça desgastada, claro, rapidamente terá de ser substituída, entrando o automobilista em gastos que poderiam – podem – ser evitados.

 

Presença de ar no sistema de combustível

Com o veículo na reserva, há mais espaço para a presença de ar dentro do depósito do combustível – o que pode levar à formação de bolhas de ar no sistema de combustível, interferindo no normal funcionamento do motor do carro

 

Problemas na ignição

Nos carros de hoje em dia, a bomba de combustível envia o combustível sob pressão para os injetores. Caindo o nível de combustível, cai também a pressão no sistema, resultando em falha de ignição e performance inadequada do motor.

Não vai querer ficar parado no meio da estrada por este motivo perfeitamente evitável.

 

Danos no catalisador

Em casos mais extremos, andar com o carro na reserva pode até levar a uma combustão inadequada no motor, aumentado a carga no catalisador e causando danos no automóvel que depois se revelarão custosos para reparar.

 

Por tudo isto, e em conclusão – sim.

Não é mito que andar com o carro na reserva de combustível faz mal. Sobretudo, como já percebeu, se esta for a regra, e não a exceção.

Não precisa de andar preocupado se uma vez ou outra não colocou combustível quando o automóvel assim o pediu através da luz de aviso de reserva.

Mas se esta anda acesa regularmente, pode estar a desgastar e a danificar o seu carro de forma desnecessária.

Daqui para a frente, não facilite.

Agora já sabe. E se precisar de manutenção ou qualquer reparação no seu automóvel, também já sabe: a Fix&Go é o lugar certo para procurar ajuda profissional de qualidade, e um atendimento ao cliente sem comparação.

Confira as localizações das nossas 8 oficinas.  

 

Mais Notícias

Mecânica é connosco

Serviços Mecânica Fix&Go Quando pensamos em oficina, imediatamente ocorre-nos a palavra “Mecânica”, ou “mecânicos”, os profissionais em si da área. Essa associação, apesar de redutora,…

O Custo da Mobilidade Elétrica em Portugal

O Custo da Mobilidade Elétrica em Portugal: Uma Análise Detalhada No final de 2021, a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) trouxe à tona uma…

Mais Vistas

Gasóleo ou gasolina? Conheça as diferenças.

Existem algumas diferenças claras entre gasóleo e gasolina, que provavelmente poderá saber. No entanto existem outros detalhes menos óbvios que pode desconhecer. Fique a par…

Num automóvel os amortecedores têm que função?

Num automóvel, os amortecedores são essenciais para o bom funcionamento da direção do carro durante a condução. A utilização de amortecedores em mau estado acelera…

Travão de mão: quais os problemas mais comuns e como evitá-los

Todos os condutores sabem para que serve um travão de mão e como é acionado. Mas será que conhece em maior detalhe o funcionamento deste…